MENU
voltar
Pavilhão Hãhãwpuá abre na Biennale Arte 2024 notícias
17/04 >> 24/11/24
Pavilhão Hãhãwpuá abre na Biennale Arte 2024
Biennale Arte 2024
Veneza, Itália

Biennale Arte 2024, Veneza, Itália | Ka’a Pûera: nós somos pássaros que andam, curadoria de Gustavo Caboco, Arissana Pataxó e de Denilson Baniwa

O Pavilhão Hãhãwpuá, que representa o Brasil na Biennale Arte 2024, em Veneza, na Itália, está aberto. Com curadoria de Gustavo Caboco, Arissana Pataxó e de Denilson Baniwa, o pavilhão recebe a exposição Ka’a Pûera: nós somos pássaros que andam, com obras de Glicéria Tupinambá, Olinda Tupinambá e Ziel Karapotó.

"O Pavilhão Hãhãwpuá narra uma história de resistência indígena no Brasil, das adaptações frente às urgências climáticas e do corpo presente nas retomadas" escrevem os curadores. "É importante reconhecer o Brasil enquanto terra indígena e que as mais de trezentas nações que vivem nessa terra seguem suas lutas nos dias de hoje, em defesa de suas memórias e saberes tradicionais. Essa resistência dos povos indígenas enquanto humanos-pássaros-memória-natureza é para que nos lembremos daqueles que estão à margem, desterritorializados, invisibilizados, encarcerados, violados de seus direitos, porque mesmo num solo aparentemente infértil, sempre existirá a possibilidade de ressurgimento e resistência."

ver mais